Os padrões normativos ISO 9001:2015 e ISO 14001:2015 foram editados no final de 2015 e estão disponíveis para as transições e certificações pelos organismos certificadores.

É interessante observar que a as duas normas tem exatamente a mesma estrutura, permitindo a integração plena do Sistema de Gestão da Qualidade e do Sistema de Gestão Ambiental.

E ainda, o atual padrão OHSAS 18001 está em revisão, futura ISO 45001, que também seguirá a estrutura dos padrões atuais de normatização de gestão da qualidade e meio ambiente.

Com essas premissas, recomento para aqueles que têm mais de um sistema de gestão implementado, migrem para os novos padrões integrando todos eles, pois poderemos utilizar um mesmo “pacote documentativo”, sem o risco de determinação de requisitos conflitantes, otimizando os eventos de conscientizações, treinamentos e auditorias.

Alguns requisitos nos dão a impressão de serem novos às gestões, mas em uma análise mais profunda, veremos que de uma forma ou outra, já tratamos deles, com outra nomenclatura, nem sempre nos preocupando com evidências de implementação.

Recomendo para quem está no caminho da migração aos padrões normativos atualizados que dediquem especial atenção à:

  1. Levantamento de Riscos à Qualidade, que tem uma conotação totalmente preventiva.
  2. Contexto da Organização, que deve traduzir efetivamente a organização com foco nas partes interessadas, com um escopo claro da extensão dos sistemas.
  3. Foco em registros que demonstrem a efetiva gestão do sistema, com indicadores legítimos aos processos gerenciados.

 

Rubens Centomo